quinta-feira, 25 de abril de 2013

Insatisfação...!



Tanta palavra para dizer e que não digo
Tanto livro para ler e que não leio,
Tanta esperança para dar e que não dou
Tanta coisa, natureza, tanta coisa,

Tu puseste em mim para fazer e que não faço
Tanta flor para semear que não semeio
Tanta gente para abraçar que não abraço
Quero, crio e sonho
Mas a vontade não acompanha o pensamento.
Tanta noite para amar e que não amo,
Tanta coisa para saber e que não sei
Tanta desculpa de que nunca tenho tempo

Dá mais força às minhas mãos, ó natureza,
Há tanta história para escrever e que não escrevo,
Tanta ideia a defender que não defendo,
Tanto lugar para visitar que não visito.

Iguala as minhas mãos ao pensamento,
Torna a minha vontade mais veloz.
E tu verás, natureza, como consigo
Amar o meu amor como não amo,
Ler todos os livros que não leio
E dizer as palavras que não digo.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Amor...!

Amor é palavra que inventamos para dar nome ao
Sol abstracto em torno do qual giram
Nossos pequeninos egos ofuscados, entontecidos, ritmados.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Momentos ...!





Existem momentos na minha vida que dotados de surpresas nefastas surpreendem-me e, os pintam de colorações cinzentas, negras e, amargas.

São instantes pautados de receios, interrogações, anseios, longos, ininterruptos de descanso em que a minha alma debilita-se, aniquila-se perante o móbil e, emoção sentida.

Instantes, dolorosamente, sentidos na incompreensão do entendimento da razão. Sempre que a dor os supera transmuta-os permitindo-me assemelhá-los às noites escuras, devolutas de Lua ou dias cinzentos e, fadados sem sol.

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Sussurros ...!

Se pudesse realizar o meu desejo
O mundo parava de girar,
O vento parava de soprar
Ouvias o teu nome no meio de delirios
Tudo seria o silencio de amar

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Vem... !

Vem cuidar de mim
A minha cabeça arde
O meu coração espera-te
O meu corpo chama-te
O meu desejo enlouquece
Vem até mim
Não demores
Vem....

Abraço Gostoso... !



Adoro quando as palavras são ultrapassados por um abraço silencioso ........ 

É o ruído do amor que fala …

Escrevi bonito, não escrevi?? Venha de lá esse abração gostoso!

Amo-te... !

Eu sei que te amo...
Duma maneira pura
Insana
Conto os minutos
Para receber os teus beijos
E quando chegas perco-me
Num vazio em que tudo é possivel