quarta-feira, 27 de março de 2013

Chuva de Março...!


Oiço as lágrimas pluviais...
Caem lá fora. E no vaivém das gotas...
Prendo um olhar infecundo e vazio
Paro e olho o escorrer do vento
As aves exibem-se nos beirais
E entre árvores, banham-se a esmo
Assim, como as lágrimas múltiplas nos dão a remissão...
Gotículas de chuva fina sopram... E molham-me o rosto, um rosto outrora
menina!
Hoje eu vejo que chove lá fora...
Vejo meu jardim de hortênsias gritarem por vida.

Sem comentários: