segunda-feira, 3 de outubro de 2011

HOJE

Imagem provavelmente protegida pelos direitos do autor

Hoje acordei de uma forma diferente
Olhei para dentro de mim e lá estava
Um grande vazio

Um vazio imenso
Recheado de restos de sonhos
Cinzas de pensamentos
Migalhas de sentimentos

Já não consigo chorar
Mais de cinco lágrimas
O mesmo vazio se repete
É uma dor anestesiada

Já não consigo chorar
A mesma dor persiste
É tão sentida tão vivida
Que não consigo senti-la

É o espaço exacto de cinco lágrima
Que foram todas choradas, sentidas, desperdiçadas
São cinco... Apenas Cinco lágrimas

1 comentário:

David J. Pereira disse...

Boas!

Devo dizer que gosto imenso deste blogue!

Podem adicionar os meus aos vossos links? Eu prometo que retribuo :p

http://davidjosepereira.blogspot.com/

Saudosos cumprimentos!