segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Doce Lamento !

Imagem provavelmente protegida com direitos de autor


Naquele momento supremo,
Sem dor e sem pudor,
Quero ouvir o doce lamento,
Sufocar os teus gritos,
Dominar a tua vontade,

Tapar a tua boca,
Quero seduzir-te,
Quero amar-te,
Amar-te amar-te...

Quero ouvir-te implorar
Um pouco mais de mim...
Naquele momento supremo,
Quero ouvir o doce lamento,

Amei-te...

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Soneto do Desmantelo Azul

Imagem provavelmente protegida por direitos de autor



Então, pintei de azul os meus sapatos
por não poder de azul pintar as ruas,
depois, vesti meus gestos insensatos
e colori, as minhas mãos e as tuas.

Para extinguir em nós o azul ausente
e aprisionar no azul as coisas gratas,
enfim, nós derramamos simplesmente
azul sobre os vestidos e as gravatas.

E afogados em nós, nem nos lembramos
que no excesso que havia em nosso espaço
pudesse haver de azul também cansaço.

E perdidos de azul nos contemplamos
e vimos que entre nós nascia um sul
vertigionasamente azul. Azul


Carlos Pena Filho

Verbo Amar !


Talvez... Uma das mais lindas conjugações feitas no presente...


Eu amo...
Tu amas...
Nós amamos...

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Lembranças !




Depois de um beijo
Após sorrires docemente,
Foste embora…
Mas deixaste-me
Um ramo de lembranças
Onde cada fragrância,
Faz-me pensar em ti!

É assim…