terça-feira, 28 de outubro de 2008

Escrevo-te !



Sou um pássaro de asas negras
Venho trajada de solidão
Numa mão escrevo o meu nome
Na outra ostento o fio cortante do teu olhar
Numa face gravei o teu nome
Na outra o teu beijo seco

Evado-me, pinto-me e repinto-me
De cores vivas e negras
Fantasma de mim
Flagelação, lamentos torturados
Ruminados de ideias fixas
Degluto, sem conseguir a sua digestão

No meu corpo mutilado de dor
Gravo os teus passos negros
Com uma mão ofereço o meu amor
Com a outra perpetuo a felicidade

Esse extremo é o meu dilema
Numa vontade obscena e escura de te ter
De não parar custe o que custar
Pelo medo de ser esquecida
Empalidecida inerte e seca de tudo

12 comentários:

Bill Stein Husenbar disse...

Perfeito.

Sorte daquele que recebe algo assim

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

AA disse...

Olá Maria!
Este poema é tão profundo... tem tanto sentimento... que até se torna difícil comentar... Apenas posso dizer que é lindo e replecto de sentimentos...
Beijos,

AA

rosa dourada/ondina azul disse...

Li a tua poesia com muito sentimento, mas com uma pontinha de tristeza...

Espero que estejas bem:)))

Deixo-te um abraço com amizade,

fotógrafa disse...

Se amigos são flores que duram, um ano ou um dia,
não faz diferença, porque o importante,
são as marcas que deixam nas nossas vidas.

Bom fds
abraço

João da Silva disse...

Lindos versos, Maria... profundos, tristes e, acima de tudo, simbólicos e inteligentes.
Esse pássaro de asas negras pode ter a beleza da graúna, a força do cormorão, a acuidade do albatroz, ou precisar da solidão, como o abutre. Quem sabe? Mas o importante é que o seu tem personalidade própria e nos faz olhar para cima, bem para cima, para tentar vislumbrar seu vôo.
Beijos carinhosos do João, seu fã.

OUTONO disse...

Tocante!

Há uma mensagem sensual...e tímida, no meio de grito prazemático...Será?

Beijinho

Chris disse...

Não conhecia este teu cantinho.
Fiquei surpreendida.
Será que este é o teu "outro lado"?
A poesia é linda, cheia de sentimento, mas com um pouco de tristeza e nostalgia.
Vamos arejar as nossas máquinas, sim!
É só combinar.
Um beijo grande Maria

tibeu disse...

Gostei muito deste blog. Parabens

Vieira Calado disse...

Nesta minha 1º visita, devo dizer que saí, muito agradado com o que li e vi.

Cumprimentos

Sandra Marques disse...

Olá gaja boa!!! eheheh

Chavala adoro a tua poesia ... por isso é que espero ser mesmo a primeira a saber ;) ihih claro que as outras tuas qualidades são bués importantes ;P

Ai tens mimo para mim!!! FIXE :D Então vai ao meu http://asasdossonhos.blogspot.com/ e vê o que tá lá para ti ... toma toma eheh

Beijocas

rosa dourada/ondina azul disse...

Passo,
para te deixar um abraço :)))

e desejar
um dia feliz,

Paradoxos disse...

mais uma releitura neste teu mimo!!

beijos encantados