sexta-feira, 6 de junho de 2008

Intemporal !

Imagem possivelmente protegida com direitos de autor.


Às vezes parece-me,
Que comecei tudo tarde na vida.
Às vezes até me queixo,
Mas não tem importância,
Porque sou intemporal.
O que é importante, se faça,
O interessante, também,
Se não importa, não faço,
Não interessa? Olha… passa bem!
Por isso importa-me e interessa-me,
Que eu não me importe demais,
Com aquele que não se importa
De ser um simples sujeito,
Um sujeito temporal,
Com ventos e tempestades
Que ameaçam, não chovem, não ventam
E todo seco de verdades.

2 comentários:

Luís Nunes disse...

Maria este está mesmo muito bom,nada a apontar a não ser o beijo à tua cara. :)

Nuno disse...

Intemporal nada mais que tempestades e ventos que secaram as verdades, nada é tarde na vida, apenas coisas intemporais fizeram a sua passagem.

Bjs

Gato_malvado