sábado, 12 de abril de 2008

Faço !



Poema dedicado a um Gato... por sinal bem Malvado!

Faço do teu nome
Um caminho de curvas desertas,
Estradas incertas
Rastos e portas abertas
Como uma paixão que desperta
Numa solidão que aperta
Não existe trajectória certa,
Ou linha recta
Mas uma aventura encoberta
E uma vontade descoberta.

Faço de ti vontade que reveste
E a tua lembrança que veste
Uma esperança forte
Como se, e tão somente se, com sorte
Eu pudesse tê-la em meu norte
Faço de nós um rascunho
Que escapa ao punho
Linhas fogazes
Desejos vorazes

Uma trajectória que passa por mim
E que termina aqui
Numa história sem fim…

2 comentários:

Steve Ballmer disse...

Me encanta tus fotos, el buen blog!

Nuno disse...

Que bela trajectória que passa na história sem fim...
Gostei do que escreveste, bjinhos.

Gato_malvado